Algo A Dizer
Algo a Dizer
 

O que é que a Luzia achou atrás da horta?

Por Sergio Antunes

O que é que a Luzia achou atrás da horta? Alguém aí, por favor, é capaz de me dizer o que é, afinal, que a Luzia achou? E, se não for abusar, alguma boa alma pode me explicar quem é esta fulana, a Luzia? Seria a que, sendo santa, ia me furar os olhos se eu olhasse quando não era para olhar?

E, falando em Fulana, quem são Beltrana e Sicrana?

São coisas como essas que me intrigam. Coisas e loisas. Loisas? Alguém sabe que coisas são loisas?

No tempo em que eu acreditava que o Seu Penhor Dessa Igualdade fosse o diretor da minha escola, eu achava tudo normal. Minha mãe me ameaçava e eu não me preocupava em saber o que acontece se a porca torce o rabo.

Agora, que enxergo de perto a porta da velhice, os portões da decrepitude, os umbrais da gaguice, não posso mais deixar passar em branco. Tenho que resolver algumas questões pendentes, que me intrigam e me acompanham por toda a vida. Não posso adiar mais. Portanto, peço encarecidamente para alguém me explicar. Para quê serve o pi? É, o pi, vulgo três quatorze dezesseis. Pra que serve? Alguém já utilizou este número? Por favor, o senhor pode embrulhar um pi de bananas e um co-seno de tomates?

Mistérios. Entre o céu e a terra há mais mistérios do que pode suspeitar nossa vã filosofia. Inclusive as coisas podres do Reino da Dinamarca. Acho que citei Shakespeare certo. Podia procurar no Google, mas estou com preguiça. E, afinal, o que me interessa não é a citação do bardo, nome mais feio para uma profissão tão bonita a de poeta, o que me interessa são os mistérios.

De que é feito, afinal, esse seu coração e que espécie de amor você deseja dar? Altemar Dutra, um cantor popular do século passado, morreu sem saber. E o autor da letra, Jair Amorim, morreu sem explicar.

Por isso é preciso esclarecer certas coisas. Enquanto há tempo.

Quem era o avô do Chapeuzinho Vermelho? Quem são os pais dos sobrinhos do Pato Donald? Como se semeia ventos para colher tempestade? Quem estabeleceu que o preço da égua é cento e vinte?  Se lavar ela custa mais caro?  E o cavalo, se resfria se eu não tirá-lo da chuva? E o burro, o que acontece se ele não ficar na sombra? Ou a vaca, porque ela insiste em ir pro brejo?

Azpilcueta Navarro, do meu livro de História do Brasil, no Colégio Salesiano. Ele se embrenhou nas selvas brasileiras com trezentos índios e nunca mais voltou. Onde anda Azpilcueta Navarro?

Não estou preocupado com as grandes indagações teológicas, tipo como é que é o mistério da Santíssima Trindade, três pessoas numa só, ou se existe Disco Voador. O que eu quero saber, mesmo, é o seguinte. O nome é Bósnia Herzegóvinia, com assento no go ou é Bósnia Herzegovínea, com assento no vi. Acho que milhões se mataram por lá porque não se entendiam a respeito desse maldito assento tônico.

O que eu quero saber, portanto, é muito simples. Alguém, por favor, me ajude.

O quê é que a Luzia achou atrás da horta? Quando é o dia do seu serviço, pra eu me fartar de comer chouriço? Quem, me diga, por favor, sem intenção de fazer fofoca, quem se encontrou com o Mário atrás do armário? Seria verdade o que dizem desse encontro?

Com quantos paus se faz uma canoa? Como o bicho entra na goiaba? Quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha? Qual o sexo dos anjos? Por que a novela das oito começa às nove?

Sergio Antunes é poeta e escritor
Contato: sergioantunes@ig.com.br

Envie seu comentário:
Nome:*
Email:**
Comentário
Imagem de verificação

*Campo obrigatório
**O e-mail não é obrigatório e não será exibido no comentário
Comentários
  Leonel Prata
30/09/2014

Sempre é bom e enriquecedor reler Sergio Antunes. Manda uma nova aê, mano!
 
  cecilia
03/10/2014

Achei o maximo. Escreva outra respondendo tais questoes. vou esperar.
 
  Emerson
08/10/2014

Questões transcendentais...vamos ver quem nos esclarece...já esperamos tanto...podemos esperar mais um pouco...
 
  maria rita
14/11/2014

Oi Sergio, uma delicia a cronica. Aproveito a oportunidade para perguntar se alguem sabe qual a cor do burro quando foge? bjs
 
 

contato@algoadizer.com.br | Webmaster: Marcelo Nunes | Design - Pat Duarte