Algo A Dizer
Algo a Dizer
 

A lua em quatro faces

Por Chris Herrmann

 

Por zeus

a lua é nova

e cheia de adeus

 

a noite é (c)antiga

de amor

 

o dia é contigo

e (z)eus

 

 

Ressaca

dizem que a lua

encheu a cara

e não consegue mais

tapar o sol com a peneira

 

no dia seguinte

acordou toda minguante

vendo estrela

 

 

Meia lua inteira

já não me sinto

tão só e nua

quando me visto

de meia lua

 

posso até ser

sem eira nem beira

mas com ela

me sinto inteira

 

 

Corpo celestial

a lua é nua

para todo mundo ver

sonhar crer amar poemar

 

mas jamais tê-la como animal

ou gozar do direito de possuir

o seu corpo de mulher

celestial

Chris Herrmann é musicista, musicoterapeuta, editora, escritora e poeta radicada na Alemanha. Autora, entre outros, de Voos da Borboleta (Tubap/Clube de Autores, 2015)

Envie seu comentário:
Nome:*
Email:**
Comentário
Imagem de verificação

*Campo obrigatório
**O e-mail não é obrigatório e não será exibido no comentário
Comentários
  Leonel Prata
28/08/2017

Genial! Poeta vive no mundo da lua. Ainda bem. Parabéns!
 
  Afonso Guerra-Baião
31/08/2017

Delicadas sínteses de densa poesia!
 
  Maria José Lindgren Alves
31/08/2017

Gostei muito de seu poema. Escrever sobre a lua com originalidade é difícil mesmo. Parabéns!
 
  Maria José Lindgren Alves
07/09/2017

Muito bom ! Adorei "sonhar, crer amar poemar " a lua.
 
 

contato@algoadizer.com.br | Webmaster: Marcelo Nunes | Design - Pat Duarte